Duas das principais instituições internacionais de pesquisa agroflorestal e florestal se fundem para acelerar impactos e lidar com mudanças climáticas

FOR IMMEDIATE RELEASE

Duas das principais instituições internacionais de pesquisa agroflorestal e florestal se fundem para acelerar impactos e lidar com mudanças climáticas

1º  Dezembro, 2018, Bonn, Alemanha– Serão necessários Inovação e investimentos de trilhões de dólares em restauração florestal, adaptação a mudanças climáticas e conhecimento científico para que a comunidade global consiga alcançar as crescentes ameaças decorrentes das mudanças climáticas.

A fim de encarar estes desafio, o Centro Internacional de Pesquisa Florestal (CIFOR)e o Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal  (ICRAF), também conhecido como Centro Agroflorestal Mundial, que figuram entre as principais organizações internacionais de pesquisa florestal e agroflorestal, políticas e desenvolvimento, chegaram a um acordo de fusão para fortalecer sua capacidade, gerar evidências necessárias para ampliar investimentos no desenvolvimento sustentável e acelerar impactos.

A fusão entra em vigor a partir de primeiro de janeiro de 2019 por meio de um Conselho Diretor que será seguido por uma equipe de liderança comum, bem como políticas, processos e sistemas unificados.

“Esta decisão progressiva de fusão nos permitirá atender mais efetivamente as crescentes demandas para integrar paisagens e manejo do solo em prol de um mundo mais equitativo, resiliente a mudanças climáticas e produtivo,” afirmou Claire O’Connor, Presidente do Conselho Diretor do ICRAF.

Ao consensuar a fusão, o ICRAF e CIFOR confirmaram que todos os compromissos e contratos serão honrados a fim de garantir a entrega dos bens públicos esperados por doadores e outros atores.

Juntas, as duas organizações contam com mais de 700 funcionários trabalhando em mais de 30 países no hemisfério sul, com orçamento anual acima de 100 milhões de dólares.

“Trabalhando juntos conseguiremos alavancar nosso legado de 1,8 bilhões de investimentos em pesquisa, políticas e desenvolvimento para aproveitar oportunidades emergentes com maior agilidade, ampliar nossas contribuições para provisão de serviços ecossistêmicos necessários para criar empregos e impulsionar a economia verde resiliente do futuro,” afirmou Jose Campos, Presidente do Conselho Diretor do CIFOR.

CIFOR e ICRAF são orientados pelos desafios de desenvolvimento enfrentados pelo CGIAR, uma parceria global de pesquisa com visão de futuro pautada na redução da pobreza, segurança alimentar e nutricional e melhoria de sistemas de manejo de recursos naturais e serviços ambientais. O trabalho de cada organização ataca muitos dos problemas abordados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs)   e Acordo de Clima de Paris, especificamente os objetivos voltados para erradicação da fome, redução da pobreza, provisão de energia limpa e de baixo custo, proteção da vida terrestre e combate às mudanças climáticas. Juntas, as duas organizações estarão bem posicionadas para desenvolver inovações fundamentais no financiamento misto para o desenvolvimento, de forma a acelerar o impacto de suas amplas iniciativas de ciência e desenvolvimento.

Para mais informações, favor contatar:

 

Jeanne Finestone/ICRAF – J.Finestone@cgiar.org

Jeremy van Loon/CIFOR – Jeremey.VanLoon@cgiar.org

 

Sobre CIFOR:

O CIFOR promove o bem estar humano, equidade e integridade ambiental por meio de pesquisa, desenvolvimento de capacidades de parceiros, e engajamento ativo no diálogo com atores a fim de informar políticas e práticas que afetam florestas e pessoas. O CIFOR é um Centro de Pesquisa do CGIAR e lidera o Programa de Pesquisa do CGIAR Florestas, Árvores e Agroflorestas (FTA). Sua sede está localizada em Bogor na Indonesia, e conta com escritórios em Nairobi, Quênia, Yaounde, Camarões, Lima, Peru e  Bonn, Alemanha.

 

Sobre o Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF)

O Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF) é um centro de excelência científica que potencializa os benefícios das árvores para as pessoas e o meio ambiente. Com base no maior repositório mundial de ciência e informações agroflorestais, desenvolvemos conhecimento sobre práticas, do campo dos agricultores até o nível global, de forma a assegurar a segurança alimentar e sustentabilidade ambiental.